Mova-se em busca da energia do sol

À escrivaninha.  25°C lá fora. O céu está cinzento. A primavera continua fria e nublada, mesmo com um solzinho tímido. Quero luz e calor! Enquanto você ainda tem condições, vá a lugares, faça coisas. Esta frase, que ouço frequentemente, finalmente, me impactou, quando visitei meu pai, há alguns dias. Ele segue o mesmo padrão de … Ler mais

Esperando a magia da serendipidade me encontrar

À escrivaninha. 32°C lá fora. O sol brilha em um céu absurdamente azul. O frio se foi. Isto é tão bom. Então, estamos de volta ao avanço de Covid, com aumento de casos e internações. O Rio continua sendo um lugar adorável para se viver, mas, se pudéssemos nos livrar de algumas pessoas irresponsáveis, as coisas … Ler mais

É como estar em férias permanentes

À escrivaninha. 22ºC lá fora. Céu limpo, sem nuvem alguma. Um tapete azul deslumbrante. Está maravilhoso assim. Já basta de frio. Curiosamente, estou de casaquinho leve e meias dentro de casa… Aceitei, finalmente, que estou livre da responsabilidade de ter de trabalhar. Eu perdi tanto tempo tentando desempenhar um papel de ocupada que não era mais … Ler mais

Aposentar-se é escrever um novo capítulo no livro da vida

À escrivaninha. 14ºC lá fora. Céu nublado. Um vento frio me estremece. Vejo a aposentadoria como um novo capítulo de um livro, com variações no tema central e novas inserções no enredo. Com essa perspectiva aliada à minha personalidade impulsiva e intempestiva, mergulhei totalmente no enredo de minha aposentadoria. Eu continuo a acordar cedo com … Ler mais

De que sentimentos preciso nestes tempos tão estranhos?

À escrivaninha. 23°C lá fora. Céu encoberto e uma brisa fria sugerem meias para aquecer os pés. Estive pensando a respeito de mudanças necessárias em meu estado de espírito, daqui para a frente. Há sentimentos que, definitivamente, precisam ser alimentados. Outros, devem ser exterminados de minha vida. Nestes anos de pandemia precisamos de muita sabedoria para equilibrar emoção … Ler mais

Eu gosto de ficar dentro de minha casa feito um gato

À escrivaninha. 24°C lá fora. Céu nublado. Solzinho tímido de outono. Eu gosto de ficar quieta dentro de casa. Parafraseando Roseana Murray, gosto de ficar em casa feito um gato. Não aprecio aglomerações e tento evitá-las com determinação. Mais de um ano em casa solidificou esta minha característica. Sair para a rua parece-me a coisa mais difícil … Ler mais

Já pensou em mudar completamente de lugar?

À escrivaninha. 28º lá fora. Após a efervescência dos dias de verão, estamos aproveitando temperaturas mais amenas. Logo chegará o outono, a estação perfeita. Minhas amigas confidenciaram-me seus planos de mudarem para outro lugar, fora do Rio, com praias maravilhosas e com pouca badalação. Morar no interior, onde haja uma infraestrutura de saúde razoável ou … Ler mais