Mais cor, por favor?



À escrivaninha. 31°C lá fora. A manhâ nublada transformou-se, ao poucos, em uma tarde de céu azul salpicado de minúsculas nuvens. Mas logo o sol ficou encoberto novamente e as nuvenzinhas desapareceram. Teremos céu cinzento nesta segunda primaveril.

Nos últimos dezoito anos, lembro-me de ter usado uma roupa que não fosse preta, uma ou duas vezes. Embora não dê atenção à opinião e à intromissão alheia ao meu “estilo preto” por quase duas décadas, senti a pressão quando minha mãe disse, certa ocasião, que já era hora de tirar o meu “luto eterno ”. Então, cogitei colorir meu guarda-roupa gradativamente.

Admito que comprei algumas peças azuis em todo este período. Havia dois vestidos, um azul e outro branco. Usei-os apenas umas poucas vezes. O vestido branco? Doei-o. O azul, não lembro que fim levou.

Mais cor? Por favor!

Olhando meu armário, esta manhã, surpreendi-me com a escassez de roupas coloridas, apesar de ter feito uma consultoria de imagem e estilo, recentemente, com a Carla San. Lembrei-me de um aluno a me perguntar, certa vez, se eu era roqueira e se eu ia ao show do Sepultura.

Meu guarda-roupa é bem escasso, minimalista, formando por peças com as quais me sinto confiante. A maioria do que eu removi do meu armário, até hoje, eram peças de que eu realmente gostava, mas não me sentia bem com elas. Por não serem pretas.

Saímos às compras, eu e Carla, e trouxemos meia dúzia de peças coloridas, que, segundo ela me ensinou, transformariam meu visual, ao poucos. Aliás, se você quer dar uma repaginada em sua imagem, recomendo procurar os serviços da Carla.

Decidi acrescentar roupas coloridas a meu visual, ainda que sobre uma base preta (sempre). Pode conferir na foto que ilustra este post e em meu Instagram. Isto é um propósito que firmei com meu coração, como uma referência eterna a um momento difícil em minha vida.

Embora não tenha mudado tanto meu armário, em relação a cores, após a consultoria, aprendi algumas lições valiosas. Minha postura em relação à mensagem que quero transmitir, neste momento de transição, desde a publicação de meu livro, está bem definida em minha mente. Quero modernidade, praticidade e conforto. E, sobretudo. quero comunicar alegria e disposição nesta fase tão produtiva.

Sinto-me livre para manter meu armário com roupas pretas e honrar a memória de meu Anjo. Porque me sinto bem assim. E também me sinto livre para trazer outras cores, quando for necessário adquirir algo novo. E me sinto bem também.

Será que minha próxima roupa será preta novamente? Cederei às cores? Pressinto que sim.



About the Author

One thought on “Mais cor, por favor?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

You may also like these