Diário de escrita I

À escrivaninha. 19°C lá fora. Noite fria de inverno no Rio. Tenho usado bastante o poncho de lã que ganhei de minha amiga para me aquecer. Mas ainda prefiro o calor do sol… Mencionei algumas vezes o projeto de escrever um romance, a fim de realizar um sonho antigo que já julgava impossível. Em meu diário … Ler mais

Primeiro havia o sonho

À escrivaninha. 14°C lá fora. Céu nublado e um sol tímido tenta nos enganar de que o inverno pede passagem, antes da hora. Estranhamente, não ouvi bem-te-vis hoje… Experimente algo novo regularmente, ouço e leio com frequência. Você tem muita liberdade recém-descoberta e tempo com um ninho vazio. Então, por que não preenchê-lo com hobbies que … Ler mais

Esconderijo perfeito

À escrivaninha. 19°C lá fora. Céu nublado, com um azul clarinho e nuvens carregadas, como um quadro através de minha janela. Choveu esta madrugada e continua chovendo agora. Os bem-te-vis disputam cantoria com outras vozes que não reconheço. Na newsletter matinal de hoje, a Vanessa Guedes conversa sobre a forma como levamos nossa voz pelos imensos … Ler mais

Perseguindo um sonho

À escrivaninha. 24°C lá fora. Céu azul manchado de branco. Dia ensolarado de outono. Tenho sentido muito frias as noites. Ainda acordo com os bem-te-vis… Seguir o sonho de me tornar uma escritora abrange muito mais do que apenas aprender a escrever. Tenho experimentado novas ferramentas e desenferrujado velhas habilidades de escrita. Há cerca de seis … Ler mais

Amanhã você continua de onde parou

À escrivaninha. 23°C lá fora. Céu azulíssimo! Dia iluminado de outono. As manhãs têm sido frescas e as noites, frias. Os dias ainda continuam ensolarados. Hoje não ouvi os bem-te-vis… A vida está voltando a algum tipo de normalidade, seja lá o que isso signifique, e as atividades aumentam à medida que retornamos ao mundo. … Ler mais

Sem diário de reflexões pessoais

À escrivaninha. 27°C lá fora. Céu nublado e uma brisa maravilhosa outonal. Sobre escrever reflexões em cadernos, eu mantinha um fabuloso diário de reflexões absolutamente pessoais. Não escrevia um diário. Encaro meu antigo caderno como espaço de reflexão em que podia analisar meus sentimentos e pensamentos. E dizer para mim mesma o que não devia dizer às pessoas. … Ler mais