Escrever em um diário e protegê-lo é discrição

À escrivaninha. 19°C lá fora. Céu azul cinzento com grandes borrões de nuvens. Sinto muito frio. Minhas mãos estão congeladas. Vem, Primavera, por amor! Há algumas semanas, alterei o modo de iniciar o meu dia. Antes, pulava da cama e ia fazer barulho na cozinha, em busca de café. Agora, gosto de ficar em silêncio, … Ler mais

Quero escrever sobre o que ilumina a mente e afaga meu coração

À escrivaninha. 28º lá fora. Céu acinzentado e encoberto. Sinto uma brisa fria outonal. Por mais de uma década, eu escrevi, em meu extinto blog, sobre o meu cansaço e o meu mau humor, paralelos ao meu amor e à minha dedicação à Educação. Escrevi, também, sobre a preocupação com o impacto de minhas atitudes na … Ler mais

Coisas que aprendi em 1 ano de blog

À escrivaninha. 37°C lá fora! O “Hell” de Janeiro literalmente. Amo calor e sol. Não amo altas temperaturas. Sofremos as consequências das mãos humanas na natureza. O aniversário de um ano deste blog foi no dia 20 de janeiro! Hoje, faço uma reflexão para marcar esta ocasião, reunindo algumas coisas que aprendi ao longo deste … Ler mais

Benefícios da leitura e da escrita no isolamento

À escrivaninha. 34°C lá fora. É setembro. Final de inverno. Uma brisa quente sopra pela minha janela. Moro no Rio e sou muito grata por poder desfrutar de um clima maravilhoso o ano todo. O inverno tem sido ameno e, geralmente, com dias de céu azul brilhante. Tivemos algumas poucas noites frias. Aprender mantém meu … Ler mais

Escrevo porque preciso

À escrivaninha. 22°C lá fora. O tempo está nublado e chove sem parar. Iniciei este blog em janeiro. Antes, tive outros blogs, por muitos anos. Atualmente, eles estão excluídos. Sinto falta dos meus amigos na blogosfera, mas não me arrependo por excluir minhas postagens. Ainda as tenho arquivadas. Decidi começar uma nova história. Uma história … Ler mais

Então, escrevo.

A escrivaninha. 24°C lá fora. Parece que a noite está agradável. Ano passado, minha amiga me presenteou com um caderno. “Para você escrever. Eu sei que você gosta de escrever”, disse-me ela. Confessei-lhe que não escrevia mais e que havia fechado o blog. Entretanto, ao olhar o caderno, decidi voltar a escrever. Aleatoriamente, sem me … Ler mais