Mais uma primavera

À escrivaninha. 18°C lá fora. Chove sem parar, aquela chuvinha contínua e fria. O barulhinho de fundo perfeito para escrever, em uma manhã de domingo. Em alguns dias, irei amanhecer, oficialmente, um ano mais velha. Na percepção de mim mesma, aos 65, não me sinto “mais” velha, até olhar no espelho. Aparentemente, meus grisalhos e … Ler mais

Vivendo em meu casulo

À escrivaninha. 32°C lá fora. Céu maravilhosamente azul com nuvenzinhas brancas. O sol brilha nesta deslumbrante tarde de primavera. Acordo, todos os dias, esquecendo, por um segundo, o vírus. Imediatamente eu me lembro e agradeço pela vida. Neste momento, cerca de 1 ano e meio de pandemia, ainda estou encasulada. São tempos difíceis e ninguém … Ler mais

Pensamentos ou sentimentos?

À escrivaninha. 18°C lá fora. Céu cinzento. Chove fraco desde cedo. Continuo usando meias e agasalho. Tenho refletido sobre o que é mais importante, conforme envelheço: meus pensamentos ou meus sentimentos? Esta é a questão mais interessante da vida. Pensamentos são importantes, mas, com o passar dos anos, podem não ser tão confiáveis, podem se … Ler mais

Olhos molhados e coração seco

À escrivaninha. 16°C lá fora. Céu acinzentado. Nenhuma nuvem. Mãos gelados e corpo aquecido pelos exercícios terapêuticos do Lion Gong. A gargalhadas de minha neta. O balançar dos pés quando sentada. As mesmas mãos. Ela usa a camisa dele. A única que guardei por tantos anos. A onda de emoção me sufoca. Meus olhos se enchem … Ler mais