Olhos molhados e coração seco

À escrivaninha. 16°C lá fora. Céu acinzentado. Nenhuma nuvem. Mãos gelados e corpo aquecido pelos exercícios terapêuticos do Lion Gong.

A gargalhadas de minha neta. O balançar dos pés quando sentada. As mesmas mãos. Ela usa a camisa dele. A única que guardei por tantos anos. A onda de emoção me sufoca. Meus olhos se enchem de lágrimas. O choro nunca vem. Sinto-me seca. 

Nos dias em que me sinto dominado pela tristeza da saudade, meus pensamentos voltam para os dias felizes. Ouço sua gargalhada. Sinto seu beijo em minha face. Talvez ele esteja por perto e possa ver a dor dentro de mim. E volto a sorrir.

Pessoas amadas que partem nunca realmente vão embora. Eles vivem em nossos corações, mas a ausência física realmente dói.

O tempo cura todas as feridas não se aplica neste contexto. O tempo nos ensina a conviver com a dor. A dor diminui com o tempo, mas não totalmente. 

A memória é meu conforto. Momentos ternos de amor que nunca esquecerei. Ele nunca mais voltará das estrelas. A única maneira de encontrá-lo é em minhas lembranças. De dias alegres. De dias felizes. De memórias adoráveis valorizadas por meu coração agradecido. 

Sou grata pelos momentos passados. Momentos maravilhosos que tornam a vida um pouco mais fácil. Os sorrisos e as memórias dele, principalmente.  Olho minha neta, novamente, com a camisa dele, balançando os pés, no sofá. Sou grata pelos momentos presentes.

Os meus olhos molhados. O choro, teimosamente, não vem. Tranquilizo-me e me lembro de que sou forte e de que nunca devo desistir da felicidade. Sei que, das estrelas, ele ri para nós.

Então, meu coração seco também sorri.

 

2 comentários em “Olhos molhados e coração seco”

  1. Oi, Denise!
    Difícil é aceitar a dor da perda e usamos de mecanismos para aliviá-la. Vê sua neta, era uma sementinha que germinou e veio alegrar o seu jardim. Uma continuidade, um herança que ele lhe deixou. Pela lei natural da vida, deveria ele ser o herdeiro. Acho que a dor maior é essa. Uma mãe nunca deveria passar por essa dor.
    Beijus,

    Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.