Leitura e escrita no isolamento

À escrivaninha. 34°C lá fora. É setembro. Final de inverno. Uma brisa quente sopra pela minha janela.

Moro no Rio e sou muito grata por poder desfrutar de um clima maravilhoso o ano todo. O inverno tem sido ameno e, geralmente, com dias de céu azul brilhante. Tivemos algumas poucas noites frias.

Aprender mantém meu cérebro saudável e ativo. Estou fazendo um pequeno curso, no Coursera: Aprendendo a aprender – Ferramentas mentais poderosas para dominar assuntos difíceis.

Em seguida, vem o blog – porque é uma parte adorável da minha vida. Por enquanto, tenho trabalhado em alguns rascunhos de posts para publicação. Meu objetivo é publicar todos os dias se possível.


A leitura tem tomado a maior parte do meu dia. Tenho me dedicado a muitas horas de leitura, em meu Kindle.  Leio um livro após o outro.

A maioria de nós, que mantemos o distanciamento, só podemos desfrutar de um pouco de viagem na leitura e na escrita.


No início da quarentena, cinco amigas, um amigo e eu começamos um Clube do livro virtual. Duas amigas estão nos Estados Unidos e os outros, estamos no Brasil,  em dois estados. Os encontros online é o destaque de cada quinzena para todos nós.

Normalmente, ficção científica é o meu gênero preferido, mas descobri, graças ao clube do livro, que gostei de ler alguns livros de temáticas variadas: romance, terror e suspense, policial.


Não é só um encontro literário. Também conversamos sobre temas diversos e matamos a saudade provocada pelo  distanciamento social, nesta pandemia da Covid-19.


Certamente é um grupo de amizade maravilhoso e uma experiência de aprendizado também. Estou muito grata por tê-los em minha nova rotina nesta fase da vida.


Imagem: Anna Shvets no Pexels