Há vida vibrante lá fora

À escrivaninha. 32°C lá fora! Março inicia e o clima mais quente nos convida ao ar livre. Sinto-me esperançosa em relação ao retorno a uma vida fora de casa.

No mês passado, fiz três aulas de ginástica sênior na praça, perto de casa. Exceto pela sensação agradável de estar ao ar livre e de dar boas risadas, não pretendo continuá-las. Fazer exercício com máscara foi bem incômodo. Além disso, como a maioria dos participantes é bem idosa, senti que o ritmo não estava satisfatório para mim,

Comecei, então, a treinar caminhada e corrida sem sair do lugar, com a orientação de uma personal online. Iniciamos com uma caminhada tranquila que vai evoluindo para a corrida. O ritmo vai aumentando, a cada dia, de acordo com o nosso condicionamento. Tem sido maravilhoso. Quando a corrida termina, estamos suadas e estimuladas.

Continuo com os exercícios de Lion Gong, diariamente, e mudei minha alimentação. Estou concentrada em diminuir os índices – bem alterados nos últimos exames – para conseguir uma recuperação nos resultados dos próximos.

Isto não significa que ficarei enfurnada em casa. Com cuidado, estou me aventurando a sair e interagir com as pessoas. Pretendo cortar o cabelo e comprar roupas e acessórios novos para encarar a vida lá fora. Com todo protocolo de segurança, estou voltando para o mundo.

Então, estou como este final de verão, vibrante e confiante de que o outono vem para todos, mas ele não tem de ser o fim. A vida vibra lá fora, eu posso sentir.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.