Gratidão por quem cuidar de mim

À escrivaninha. 21°C lá fora. O céu está lindamente azul com muitas nuvenzinhas. A primavera chegou fria e nublada, mas muito bem-vinda. Tenho pensado muito em como tornar meu corpo sustentável para tornar a velhice mais confortável e menos dolorosa. Estou disposta a prestar mais atenção em minha alimentação, aumentar minha movimentação e desenvolver minha emoção … Ler mais

Refúgio à janela

À escrivaninha. 31°C lá fora. Céu limpo, com uma luminosidade estonteante. Em uma semana será primavera! Amo dias claros e quentes. Os dias têm sido uma repetição de curtir a solidão da leitura e da escrita. São, literalmente, horas, às voltas com livros e blogs. Sentada, diante da janela, à escrivaninha, olho o céu, ouço os … Ler mais

Você vai me deixar falar?

À escrivaninha. 22°C lá fora. O céu está nublado, encoberto, cinzento. Quero meu azul de volta! Inexplicavelmente, sinto frio. Estive refletindo sobre se é fácil conviver comigo, agora que passei dos 60 anos. Eu penso que sim. Suponho que as minhas meninas podem discordar, mas, sou, sim, fácil de conviver. Preciso de bem pouco para viver e não gosto de conflitos. … Ler mais

Apressar em diminuir o ritmo

À escrivaninha. 23°C lá fora. O céu está encoberto e sombrio. Uma ventania agradável e assustadora prenuncia a queda da temperatura novamente. Que pena. Surpreendi-me estressada por coisas pequenas, por problemas menores. Por que essa necessidade repentina de resolver pendências tomou conta de mim? Antes, eu estava me sentindo tão confortável por deixar que as … Ler mais