Como dizer “não” graciosamentel

À escrivaninha. 25°C lá fora. Manhã nublada de Carnaval. É muito comum pessoas idosas serem solicitadas a fazer as coisas para os filhos e netos. Em algumas ocasiões, amigos e parentes também as fazem de “meninos de recados” ou ajudantes. Algo que eles próprios poderiam fazer sozinhos. A necessidade de se sentir útil e amado, … Ler mais

Não se apresse

À escrivaninha. 36°C lá fora. Vamos com calma porque está fogo! Quando você aposenta, há menos necessidade de se apressar. Estou, gradualmente, aprendendo a desacelerar um pouco. E nunca me apressar. Nunca se apressar relaciona-se à ideia de diminuir o estresse da correria diária e focar em momentos significativos. Trata-se de fazer uma pausa, respirar … Ler mais

Ser gentil em meio ao caos

À escrivaninha. 34°C lá fora. Previsão de tempestade, mas só vejo sol e calor. Ultimamente tenho pensado muito em bondade. Atos aleatórios de gentileza beneficiam tanto quem dá, como quem recebe. Acredito que os pequenos atos cotidianos de bondade nos tornam mais humanos. Dar e receber bondade cria momentos de felicidade que todos gostamos de sentir.  Quando … Ler mais

Exercitar o corpo e a alma

À escrivaninha. 23°C lá fora. Chove, mas está um dia quentinho. Silêncio total. Nenhum passarinho ousou cantar hoje. Há dois dias, retornei aos treinos de ginástica sênior. Tenho muita preguiça de fazer exercício físico. É algo que faço por necessidade, não por prazer. Passei alguns meses sem frequentar às aulas. Tentei fazer exercícios em casa, … Ler mais