Mova-se em busca da energia do sol

À escrivaninha.  25°C lá fora. O céu está cinzento. A primavera continua fria e nublada, mesmo com um solzinho tímido. Quero luz e calor! Enquanto você ainda tem condições, vá a lugares, faça coisas. Esta frase, que ouço frequentemente, finalmente, me impactou, quando visitei meu pai, há alguns dias. Ele segue o mesmo padrão de … Ler mais

Gratidão por quem cuidar de mim

À escrivaninha. 21°C lá fora. O céu está lindamente azul com muitas nuvenzinhas. A primavera chegou fria e nublada, mas muito bem-vinda. Tenho pensado muito em como tornar meu corpo sustentável para tornar a velhice mais confortável e menos dolorosa. Estou disposta a prestar mais atenção em minha alimentação, aumentar minha movimentação e desenvolver minha emoção … Ler mais

Refúgio à janela

À escrivaninha. 31°C lá fora. Céu limpo, com uma luminosidade estonteante. Em uma semana será primavera! Amo dias claros e quentes. Os dias têm sido uma repetição de curtir a solidão da leitura e da escrita. São, literalmente, horas, às voltas com livros e blogs. Sentada, diante da janela, à escrivaninha, olho o céu, ouço os … Ler mais

Como as águas de um rio através das pedras

À escrivaninha. 25ºC lá fora! O sol brilha lindamente. É inverno, naturalmente, frio e úmido, mas, aqui, no Rio, não estamos habituados a temperaturas tão baixas, como as das últimas semanas. Então, quero apreciar este dia ensolarado com alegria e gratidão. Pergunto-me, dia após dia, se a pandemia acabará em algum momento. Tenho a impressão … Ler mais

Processando o banco de dados de nosso coração

À escrivaninha. 21ºC lá fora. Céu maravilhosamente azul pincelado de nuvenzinhas. Uma lufada de vento fresco. Clima tristemente outonal. Os níveis de estresse estão altos. A pandemia segue mudando estilos de vida e interferindo em relacionamentos. A convivência compulsória, durante 24 horas, tem afastado pessoas. Assisto, impotente, pessoas queridas enfrentando conflitos familiares e pessoais, fim … Ler mais

A vida é muito curta para ser ressentida

À escrivaninha. 27ºC lá fora. Céu encoberto com um tom azul acinzentado. O sol apareceu, pela manhã, e foi embora no meio da tarde. Não aprecio dias nublados. Passamos por uma pandemia de Covid-19, e ninguém imaginou o quanto seria terrivelmente longa e dolorosa. As perdas que enfrentamos, em todos os aspectos, são insuperáveis. A … Ler mais