Mais uma primavera

À escrivaninha. 18°C lá fora. Chove sem parar, aquela chuvinha contínua e fria. O barulhinho de fundo perfeito para escrever, em uma manhã de domingo. Em alguns dias, irei amanhecer, oficialmente, um ano mais velha. Na percepção de mim mesma, aos 65, não me sinto “mais” velha, até olhar no espelho. Aparentemente, meus grisalhos e … Ler mais

Que caiam as máscaras

À escrivaninha. 32°C lá fora. Céu encoberto. Vento fabuloso levando as cortinas às alturas. Precisei sair para atestar minha vida, a fim de continuar recebendo os proventos da aposentadoria. Entrei no Uber, distraída . Preciso concentrar-me no presente. Três quarteirões à frente, observei o motorista sem máscara. Questionei por que estava sem máscara e ele … Ler mais

Sem impetuosidade e paixão o tempo todo

À escrivaninha. 24°C lá fora. O céu nublado anuncia um sábado chuvoso. Tempestade à vista, prevê a meteorologia. Tem sido assim, em meu coração, nos últimos dias. O modo como a vida se desenrola, atualmente, provoca uma oscilação no corpo e na mente. Há dias em que acordo, vejo a casa desarrumada e penso: “que … Ler mais

O que estamos fazendo de nossa vida

À escrivaninha. 28°C lá fora. Manhã abafada, com céu nublado e um mormaço estranho. Verão no Rio caminhando para o fim. O distanciamento social, nesta pandemia de Covid-19, não me livrou de sintomas – leves, sim, mas persistentes, Sinto-me grata e aliviada, por estar em casa, sem febre e sem complicações. Viva o SUS e … Ler mais

A vida é mais tempo alegre do que triste

À escrivaninha. 27°C lá fora. Céu nublado. Dia chuvoso. Olho pela minha janela e vejo um pássaro voando sobre o telhado do prédio em frente, enfrentando a chuvinha fina. Os bem-te-vis cantam tímidos. Talvez não gostem de dias nublados… Conforme o tempo passa, as coisas se desgastam. A natureza segue impávida. Conforme o tempo passa, … Ler mais

Vivendo em meu casulo

À escrivaninha. 32°C lá fora. Céu maravilhosamente azul com nuvenzinhas brancas. O sol brilha nesta deslumbrante tarde de primavera. Acordo, todos os dias, esquecendo, por um segundo, o vírus. Imediatamente eu me lembro e agradeço pela vida. Neste momento, cerca de 1 ano e meio de pandemia, ainda estou encasulada. São tempos difíceis e ninguém … Ler mais

Gratidão por quem cuidar de mim

À escrivaninha. 21°C lá fora. O céu está lindamente azul com muitas nuvenzinhas. A primavera chegou fria e nublada, mas muito bem-vinda. Tenho pensado muito em como tornar meu corpo sustentável para tornar a velhice mais confortável e menos dolorosa. Estou disposta a prestar mais atenção em minha alimentação, aumentar minha movimentação e desenvolver minha emoção … Ler mais