Colocar-me no topo de minha lista

À escrivaninha. 26°C lá fora. Céu nublado e triste. Primavera em clima de melancolia. Estou aposentada e com mais tempo em casa, devido à pandemia. Entretanto, em alguns dias, ainda sinto que não há horas suficientes para tudo que quero fazer. Eu sou uma pessoa que planeja. Mesmo na aposentadoria, preciso ter listas e agendas. … Ler mais

Refúgio à janela

À escrivaninha. 31°C lá fora. Céu limpo, com uma luminosidade estonteante. Em uma semana será primavera! Amo dias claros e quentes. Os dias têm sido uma repetição de curtir a solidão da leitura e da escrita. São, literalmente, horas, às voltas com livros e blogs. Sentada, diante da janela, à escrivaninha, olho o céu, ouço os … Ler mais

Esperando a magia da serendipidade me encontrar

À escrivaninha. 32°C lá fora. O sol brilha em um céu absurdamente azul. O frio se foi. Isto é tão bom. Então, estamos de volta ao avanço de Covid, com aumento de casos e internações. O Rio continua sendo um lugar adorável para se viver, mas, se pudéssemos nos livrar de algumas pessoas irresponsáveis, as coisas … Ler mais

Permita-me ficar estirada na cama ou no sofá

À escrivaninha. 23°C lá fora. Céu azul pincelado por algumas manchas brancas. Vento frio de inverno. Nesta manhã de domingo, permiti-me um preguiçoso momento de leitura na cama. Tive intenções de passar parte da manhã ao sol, mas continuei deitada. Pela varanda, um solzinho tímido não me animou a descer. Ainda estamos no meio do … Ler mais

É como estar em férias permanentes

À escrivaninha. 22ºC lá fora. Céu limpo, sem nuvem alguma. Um tapete azul deslumbrante. Está maravilhoso assim. Já basta de frio. Curiosamente, estou de casaquinho leve e meias dentro de casa… Aceitei, finalmente, que estou livre da responsabilidade de ter de trabalhar. Eu perdi tanto tempo tentando desempenhar um papel de ocupada que não era mais … Ler mais

Aposentar-se é escrever um novo capítulo no livro da vida

À escrivaninha. 14ºC lá fora. Céu nublado. Um vento frio me estremece. Vejo a aposentadoria como um novo capítulo de um livro, com variações no tema central e novas inserções no enredo. Com essa perspectiva aliada à minha personalidade impulsiva e intempestiva, mergulhei totalmente no enredo de minha aposentadoria. Eu continuo a acordar cedo com … Ler mais

Quero escrever sobre o que ilumina a mente e afaga meu coração

À escrivaninha. 28º lá fora. Céu acinzentado e encoberto. Sinto uma brisa fria outonal. Por mais de uma década, eu escrevi, em meu extinto blog, sobre o meu cansaço e o meu mau humor, paralelos ao meu amor e à minha dedicação à Educação. Escrevi, também, sobre a preocupação com o impacto de minhas atitudes na … Ler mais