Um projeto para salvar 2021

À escrivaninha. 32°C lá fora. Tem chovido tanto, com o céu muito carregado. Hoje, a luz do dia veio lentamente, não temos sol forte, mas o calor está intenso. A sensação térmica foi a 40°C. Dá-lhe verão!

Enquanto escrevo, sob este glorioso dia de verão, lembro-me, de que a vida mudou. Estamos em um novo ano, com as dificuldades e os momentos sombrios do ano passado. Enfrentaremos desafios, com certeza, e precisaremos continuar celebrando a vida, dia a dia, em meio a tanta incerteza da pandemia. 

Eu não listei minhas metas de longo prazo, para 2021, especificamente. Talvez seja por causa da COVID-19. Talvez seja devido à minha idade. A realidade é que eu estou meio devagar este ano. Mantive, apenas, o compromisso de cuidar de minha saúde e a dedicação mais intensa ao projeto de leitura no clube do livro. Não são metas. São artifícios de sobrevivência.

Eu continuarei com os exercícios de ginástica, três manhãs por semana, e com o Lion Gong, diariamente. Nem sempre tenho vontade de fazer isso, mas me sinto muito melhor, mental e fisicamente, após as sessões. Então, persistirei.  Por outro lado, aboli, de minha rotina, as caminhadas matinais a que me propus, “faça chuva ou faça sol“, por pura preguiça. Não é minha praia, definitivamente.

Meu foco principal está voltado ao planejamento dos encontros quinzenais do clube do livro, que tem me ajudado, tremendamente, a passar pelo confinamento em casa. Estou dedicada, horas a fio, diariamente, a este projeto e com muitas expectativas para ele.

Minha cabeça está fervilhando de ideias para o clube. Iniciamos o ano com uma cápsula do tempo para ser aberta em dezembro. Nela, cada membro do clube do livro depositou suas expectativas literárias em 2021. O próximo passo será escolher um nome significativo para nosso clube. E muitas outras ideias estão surgindo a partir daí.

Estou trabalhando para que nossas expectativas se concretizem. Sobreviveremos até o fim do ano? Cada mês será celebrado com alegria, pela vida, pela saúde, pelo encontro. Tenho esperança e fé de que brindaremos esta vitória.

Além deste projeto, estou participando de outras leituras coletivas, em perfis literários que sigo no Instagram e no Youtube. Meu aplicativo de leitura está lotado. O kindle me parabenizou pelos livros lidos desde o início do ano. Segundo o monitor de atividade de leitura, superei a sequência de dias consecutivos e ultrapassei minha melhor marca. Estou surpresa por esta obstinação leitora.

Sinto-me abençoada pela possibilidade de estar sentada, dentro de casa, confortável, com livros físicos e digitais para ler, enquanto o mundo lá fora continua a se debater. Então, tenho me esforçado para ser grata todo dia. Reconheço meus privilégios, e procuro ser solidária e ter empatia com os outros também. 

Imagem: freestocks.org no Pexels